What is wrong?

TODOS OS ANOS, PELO MENOS 1 BILIÃO DE AVES E 37 MILHÕES DE GADO, PORCOS, OVELHAS, CABRAS E EQUÍDEOS SÃO TRANSPORTADOS VIVOS EM LONGAS VIAGENS NO COMÉRCIO INTERNO E EXPORTADO A PARTIR DA EUROPA.

 

A viagem pode durar vários dias expondo os animais à exaustão, desidratação, lesões, doenças, e até mesmo à morte. Nem mesmo os mais velhos, fracos, recém-nascidos são poupados. Esgotados, os animais enfraquecidos ao longo de anos de produção e confinamento, fazem viagens com ossos frágeis e partidos. Vitelas não desmamadas, forçadas a ficar de pé durante horas e dias, em camiões atulados, sem comer nem descansar. Todos a sofrer a mesma provação.


A situação é ainda pior quando os animais são transportados para fora da União Europeia (UE), onde as jornadas duram centenas de horas ininterruptas e os animais enfrentam maus tratos brutais quando chegam ao destino.

Uma investigação de 5 anos (2010-2015) levada a cabo pela Eyes on Animals e a TSB/AWF demonstrou que 70% dos camiões inspecionados na fronteira búlgara, que é uma das maiores portas de saída da UE, quebravam a Regulamentação dos Transportes da UE.

As equipas de investigação encontraram animais famintos, sem água e dentro de camiões estacionados diretamente à luz solar por 24 horas. Ovelhas à espera por 5 dias antes de continuar a viagem, em pé por cima de cadavéres de cordeiros que foram espezinhados até à morte.

Os investigadores também encontraram, sistematicamente, animais num sofrimento terrível, enviados vivos em velhas embarcações inapropriadas e sem infraestruturas para o transporte de animais vivos. Sem veterinários a bordo, os animais doentes, lesionados e mortos são encontrados dias após a chegada ao destino. Não uma, nem duas vezes, mas rotineiramente as equipas foram confrontadas com a evidente e chocante realidade.

Queremos mudar o transporte de animais vivos para transporte de carne. E ainda, o transporte deve ser limitado a 8 horas para mamíferos e 4 horas para aves.

Faça ouvir a sua voz.

Vamos parar o transporte de longa duração de animais vivos.

 

AMBIENTE POLÍTICO

Em 2014 os governos da Alemanha, Holanda e Dinamarca mandaram para a Comissão Europeia um pedido oficial para a revisão da Regulamentação do Transporte Animal da UE (2005/1). Mais tarde, em 2015, a Suécia juntou-se ao grupo, reinvindicando à Comissão uma revisão à mesma. A ideia seria rever as especificações do tempo das viagens, ajustados a cada espécie, e introduzir requisitos mais restritos e específicos para melhorar a qualidade do transporte, e o nível de educação dos motoristas e dos técnicos envolvidos.

Esta campanha chama a atenção dos governos dos outros Estados Membros da UE para apoiar o pedido de revisão da Regulamentação dos Transportes. Leia e envie a carta para AQUI

CONSUMO RESPONSÁVEL

Cada vez, mais e mais retalhistas procuram oportunidades de mercado que levem à mudança (e melhorias) da cadeia alimentar. Os consumidores tem grande poder de recompensar os retalhistas que introduzem políticas de bem estar animal e que vão para além dos requisitos mínimos determinados pela legislação.

Em relação ao transporte, existem já esquemas pioneiros que promovem o consumo da carne produzida a nível nacional ou regional. Em geral, os requisitos da marcação na etiqueta com a origem da carne (European Country of Origin Labelling) significa que, se o país de origem está impresso na etiqueta, então essa carne é proveniente de um animal que nasceu, cresceu e foi morto nesse país.

Alguns membros do Eurogroup for Animals têm os seus próprios esquemas de certificação que que promovem o bem-estar do animal. Essas marcações são Beter Leven na Holanda, Tierschutz-kontrolliert na Alemanha, Anbefalet af Dyrene Beskyttelse na Dinamarca, RSPCA Assured no Reino Unido, Für Mehr Tierschutz na Alemanha.

PROGRESSO DA CAMPANHA

Como resultado desta campanha, seis governos da UE (Alemanha, Holanda, Dinamarca, Suécia, Áustria e Bélgica) já chamaram a atenção da Comissão Europeia para rever a Regulamentação dos Transportes Europeus.

Estão focados em introduzir requisitos para o transporte mais restritos e específicos no que diz respeito à duração das viagens, consoante as especificações das espécies, de forma a melhorar o bem-estar dos animais.

Com a sua ajuda, esta campanha procura assegurar que os governos da UE apoiam estarevisão da legislação. 700.000 cidadãos da UE já assinaram a campanha,mas precisamos de mais ajuda para PARAROSCAMIÕES agora. Por favor envie a sua carta ao Ministro AQUI

Help Eurogroup for Animals and its members across Europe to Stop The Trucks

— Eurogroup for Animals Team —

FOLLOW US

INVESTIGAÇÃO

Members participating in this campaign

RSPCADyrenes BeskyttelseVier PfotenGAIADieren Bescherming
AndaAnimal ActionAnimal Welfare FoundationDjurens RattThe Dondey SanctuaryDetuscher Tierschutz BundFondation Brigitte BardotOtwarte KlatkiL214LAVSEYTierschutzbund ZürichWelfarmWorld Horse WelfareCompassion in World FarmingSloboda ZvieratDzīvnieku DraugsAnimal InternationalAnimal Friends CroatiaLietuvosFAADAANIMALIA

Special thanks to Eyes on Animals for their help in our campaign.

If you want to learn more about Eurogroup for Animals and its members click here.

Back to Top